Na rede: Conheça 15 encurtadores de urls divertidos









Antes mesmo que o Twitter ganhasse o mundo, que fosse traduzido para outras línguas - inclusive o português -, seus usuários o transformaram. Ele não é mais uma rede social, é uma nova forma de se comunicar na internet utilizada por milhões de pessoas e de empresas. Em cinco anos de vida, o Twitter viu seu serviço ser modificado por aqueles que utilizam o site com, por exemplo, o surgimento do retuite, ou em inglês, retweet, que significa replicar a mensagem de alguém para os seus seguidores (Followers) e que nasceu com o uso da palavra "RT" antes do nome do perfil.


5. Senta.la - Senta.la, é muita Cláudia para pouca cadeira é um dos mais piadistas dos encurtadores. Criado por André Leal e Victor Anselme. O site tem textos bem-humorados: O visual é simplista porque não achamos que você está interessado em outras coisas senão encurtar seu link, certo? Se achar que estou errado, pense novamente até perceber que estou certo. Se pensar em algo interessante, mande um email com a sugestão, quem sabe cê aparece por aqui, que tal?  Foto: Reprodução


Outra criação do usuário é a utilização do Twitter para compartilhar links. Mais do que o que está fazendo ou pensando, as pessoas e obviamente também as empresas querem dividir com seus seguidores o que elas estão lendo na internet. Mas, como quase todo mundo sabe, o Twitter só permite escrever postagens de 140 caracteres, exatamente o que tem essa frase com ponto final. E, para um link, 140 caracteres pode ser muito pouco. E foi assim que surgiram os encurtadores de URLs, sites que permitem aos usuários diminuir as URLs (endereços) dos links que desejam dividir.
Em cinco anos de Twitter, surgiram centenas de encurtadores, alguns engraçados e outros que até deixaram de existir, como o bu.tt, que significa "bumbum" em inglês e que depois de ganhar fama em diversos países foi desativado pelo uso excessivo por quem desejava espalhar spams e propagandas de sites de pornografia. E foi somente em junho deste ano que o Twitter incluiu a função de encurtar link em seu site. Assim que o usuário coloca um link na caixa de postagem do Twitter, ele avisa que aquele link irá aparecer encurtado e ficará com 19 caracteres. Grande parte dos encurtadores são gratuitos e possuem, além de um site, extensões para que o usuário possa diminuir seus links direto no navegador - Chrome, Firefox e etc - ou em um programa de gerenciamento de contas do Twitter, como o TweetDeck.
Para muitos, entretanto, a solução do Twitter veio tarde demais. Diante de tantas opções de encurtadores, muito deles oferecendo estatísticas e até personalização, como o Bit.ly em sua versão Pro, alguns usuários continuam com seus encurtadores favoritos. E nessa maré de encurtadores, sugiram aqueles que aproveitaram a crista da onda para fazer piada: de "Senta lá, Claudia", expressão retirada de um vídeo em que a apresentadora Xuxa manda uma participante do programa sentar e que virou um meme de internet, até encurtador que tira sarro da derrota do Sport Club Internacional para o Mazembe, equipe africana que eliminou o time gaúcho nas semifinais do Mundial de Clubes de 2010.


Quer mandar seu amigo "sentar lá", como a Claudia, ou fazer piada com aquele amigo gaúcho que torce para o Internacional sobre o Mazembe? Encurtando algumas URLs, você pode. 


  TOP 15                                         

1. Mazem.be - Criado por Eric Arraché Gonçalves, é uma piada com o time do Internacional, que em 2010 perdeu nas semifinais do Mundial de Clubes para o Mazembe, um a equipe africana pouco conhecida até então. A imagem que abre o site é de Kidiaba, goleiro do time que comemorava vitórias e gols dando pequenos saltos sentado no gramado

2. Cachor.ro - O Cachor.ro, como o próprio site se apresenta, é o seu melhor amigo para encurtar links. Ao encurtar o link, o cão mascote do site, um desenho de um animal da raça Dachshund, também conhecido como "salsichinha", encolhe. Criado por Jorge Mafra e Maurício, do tenso.blog.b

3. Miud.in - O Miud.in diz em seu site ser o primeiro encurtador de links brasileiro a fazer parte do 301works.org, uma iniciativa do The Internet Archive que tem o intuito de proteger a internet do enorme volume de links quebrados que resultariam caso os principais encurtadores deixassem de existir. O site se compromete em fazer uploads regulares dos bancos de dados e a ceder o direito de uso do domínio miud.in para o Internet Archive caso as operações sejam interrompidas

4. Vai.la - Mais profissional, o Vai.la exige que o usuário se cadastre, oferece botão para diminuir links e estatísticas. O Vai.la é de propriedade do site Detetive.Net, um agregador de resultados da internet, marca atrelada a outros serviços de domínios

5. Senta.la - "Senta.la, é muita Cláudia para pouca cadeira" é um dos mais piadistas dos encurtadores. Criado por André Leal e Victor Anselme. O site tem textos bem-humorados: "O visual é simplista porque não achamos que você está interessado em outras coisas senão encurtar seu link, certo? Se achar que estou errado, pense novamente até perceber que estou certo. Se pensar em algo interessante, mande um email com a sugestão, quem sabe cê aparece por aqui, que tal?"

6. Pqp.vc - O pqp.vc surgiu do nada, de acordo com seu site. Seu criador, Marcel Dias teve a ideia de registrar o domínio, que é um meme bastante conhecido na internet sem saber ainda o que fazer com ele. A era de criar um blog de humor, mas por conta do tamanho muito reduzido do domínio e pela adoção em massa do Twitter, nasceu a ideia de lançar um encurtador de URLs

7. Cai.nu - Cai.nu é mais um encurtador engraçadinho, que brinca com as palavras. Como muitos outros, ele possibilita o usuário de integrar o encurtador aos sites de terceiros e de programas através de uma ferramenta API e oferece também um leitor de qr code, um código de barras em 2D que pode ser facilmente escaneado usando qualquer smartphone

8. Omg.ly - O encurtador Omg.ly é outro que piada de uma expressão que ficou famosa na internet. De interface simples e apenas com uma conta no Twitter de contato - no perfil, o encurtador se apresenta como "OMG it's Short!", em português "OMG, está curto!" - OMG é uma abreviação de "Oh My God", Oh Meu Deus em português, expressão que até já entrou para o dicionário de inglês Oxford

9. Toma.ai - A ideia do surgiu na madrugada de uma quinta-feira depois que um de seus criadores, por mera curiosidade, viu que o domínio toma.ai estava livre, decidiu registrá-lo pagando uma mera quantia e colocar o site no ar em agosto de 2010. Criado por Udlei Nattis e Adriano Caetano o encurtador também possui extensões para o Chrome e para o TweetDeek, gerenciador de contas do Twitter

10. Bote.me - O Bote.me tem uma galinha como mascote e está na sua versão beta. O site foi criado pela empresa AGCORP Network, mas é gratuito. Na sua página inicial, mostra que links foram encurtados pelo Bote.me recentemente

11. Vaza.me - O Vaza.me permite aos usuários reduzir, compartilhar e controlar suas URLs e também uma visão completa, com o tráfego em tempo real e dados de referência, bem como a localização e metadados. Apesar do nome engraçadinho, o site é bastante profissional e tem também estatísticas de rastreamento. É uma criação da Adasis Informática

12. Verd.in - o nome não tá tão engraçado, mas a ideia é boa: cada 1000 urls encurtadas a equipe do site irá plantar uma árvore. De acordo com o site, uma criação de Lucas von Mechel, 74312 foram URLs encurtadas e 74 árvores já foram plantadas

13. Urub.us - O Urub.us é da série de times de futebol que criaram seus próprios encurtadores, como o Grem.io. Desenvolvido por Felipe Barth, o encurtador faz referência ao mascote de um dos times mais amados do País, o Flamengo

14. Trick.ly - Trick.ly não exatamente engraçado, mas pode ser divertido se você é do tipo que gosta de pregar peça nos amigos. Como qualquer encurtador, o Trick.ly diminui o link, mas pede que o usuário registre também uma senha (password) e um pista (clue). Assim, só terá acesso ao link encurtado quem adivinhar ou souber a senha. Criado no Vale do Silício, o Trick.ly se diz feliz em contrariar o rebanho que está dizendo a você que todas informações devem ser públicas

15. Pei.do - Um dos mais piadistas dos encurtadores, o Pei.do tem interface das mais simples e um mascote verde simpático. O site tem apenas o espaço para diminuir o link, um botão de curtir com o número de pessoas que curtiram o site no Facebook, um botão de "tweet" e o número de pessoas que compartilharam o encurtador no Twitter O slogan é um riso a parte "Pei.do. solte o seu!"



Materia do portal Terra.

Seja o 1º a Comentar:

Licença Creative Commons
A obra DIGIDOWN de Henrique Oliveira foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em braindownloads.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em www.creativecommons.org.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics