Streaming




STREAMING O QUE É?




Tipicamente, acessando um conteúdo através de uma rede, o usuário tem que esperar pela transferência total do arquivo requisitado antes de poder visualizá-lo. Com Streaming o usuário pode ver ou ouvir o conteúdo enquanto ele chega sem ter que esperar o download total do arquivo.
A tecnologia Streaming oferece uma melhoria significante em relação ao método "download-and-play" porque possibiliata que a peça de mídia seja entregue ao usuario num fluxo contínuo com delay mínimo antes da reprodução iniciar. Os dados multimídia chegam, fazem um buffer rápido antes de iniciar a reprodução e então são descartados, não sendo armazenado no computador do usuário.
Com Streaming, o usuário é beneficiado com a experiência do "instant playback", sem a frustração de ter que esperar todo o arquivo baixar antes de determinar se este conteúdo preenche ou não suas necessidades ou expectativas. Na maioria dos casos o download leva muito tempo, o que pode prejudicar a aceitação e audiência do conteúdo.


2. Como funciona?



Streaming é uma tecnologia "servidor/cliente" que permite que conteúdo ao vivo ou gravado seja transmitido em tempo real (broadcast), transformando a Internet, ou uma intranet corporativa, num novo veículo de mídia para áudio e vídeo como notícias, educação, treinamento, entretenimento, propaganda e vários outros usos.
A Fonte de Áudio/Vídeo normalmente é composta por sinais provenientes de câmeras de vídeo (digitais ou analógicas), DVD players, videocassetes, mixers de áudio ou de vídeo. Estas fontes terão uma conexão com a Estação de Encoding. É comum para transmissões ao vivo, conectar as fontes a/v em equipamentos de pré-produção ou edição antes de chegar na Estação de Enconding.
A Estação de Encoding é um computador que captura e tipicamente, codifica áudio de vídeo ao vivo, diretamente para o formato streaming escolhido (taxas de compressão). Os sistemas mais comuns usados para encoding de conteúdo ao vivo são baseados em Windows XP ou 2000 equipados com interfaces ou placas de captura específicas. O uso de uma boa placa ou interface de captura é um fator crítico para alcançar uma boa relação entre taxas de compressão e qualidade de imagem. A placa deve ser capaz de capturar imagens em até 640x480 pixels de tamanho de tela a 30 FPS (frames por segundo) sem perder frames (drop) ou exigir alto consumo da CPU.
Atualmente existem no mercado placas feitas especialmente para esta aplicação com alta capacidade de gerenciamento de dados e recursos que vão de memória SDRAM para criar o chamado Elastic Frame Buffer que "segura" o pixel digitalizado até que a porta PCI esteja pronta para recebê-lo. Este recurso é particularmente importante quando há um alto tráfego de dados ou muitas placas de captura no mesmo PC. Sem isso é possível que haja pixel drops (perda de pixels) ou degradação da qualidade da imagem. Um dos fabricantes a utilizar este recurso é a Osprey com seu chip Conexant PCI I/F.
A Estação de Encoding que está normalmente próxima a fonte de a/v manda o fluxo de áudio/vídeo comprimido para o Servidor de Mídia Streaming, no caso da Netpoint, o Windows Media Services 9 através de um link de Internet dedicado com taxa de upload a partir de 128Kbps.
O sinal de áudio/vídeo comprimido a ser enviado para o servidor varia entre 20Kbps e 2Mbps. Para transmissões de vídeo normalmente se usa o padrão de 109Kbps para um tamanho de tela de 320x240 pixels.
O Servidor de Mídia é responsável por entregar o conteúdo streaming a cada requisição de usuário conectado via Internet e a banda total para este servidor deve acomodar todas estas requisições ao mesmo tempo, ao contrário da Estação de Encoding, que deve ter banda somente para um sinal. No caso da Netpoint, nosso Servidor de Mídia está num webfarm da Embratel com uma banda total de 100Mbs.
um Player de Vídeo é necessário para decodificar o sinal streaming vindo do Servidor de Mídia via Internet (ou Intranet no caso de transmissões corporativas fechadas). Os players de streaming mais populares no momento são Real Player da Real Networks, e Windows Media Player da Microsoft. Estes dois players são distribuídos gratuitamente e cada um deles reproduz uma grande variedade de formatos streaming.
A Interface Web desta operação não difere muito de uma página web comum, bastando apenas um caminho específico para o conteúdo de áudio ou vídeo num tag html.


NETPOINT

Seja o 1º a Comentar:

Licença Creative Commons
A obra DIGIDOWN de Henrique Oliveira foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em braindownloads.blogspot.com.
Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em www.creativecommons.org.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics